19 de outubro de 2009

BUS MEMORIES I - La Paz to Potosí

13-Setembro-2009

No terminal de BUS sentamos perto do que eu chamo uma “janela de fast food boliviana” onde comemos uma sandes de ovo estrelado e tomamos um mate de coca na esperança que nos ajude a combater o mal das alturas durante a viagem nocturna para Potosí.




Pagamos uma franquia para embarcar no autocarro e finalmente entramos.
Os autocarros são muito bons (cai o mito nº1 “os autocarros na Bolívia são daqueles em que viajamos com as galinhas”), pelo menos aqueles destinados a grandes distâncias nocturnas. Viajamos no chamado BUS-CAMA cujos assentos são reclináveis quase até à horizontal e muito confortáveis.
Mas dado o cansaço tudo desaparece rapidamente assim que adormecemos. Nem o rapaz a cantar para conseguir uns trocos nem o senhor a vender escovas de dentes nos mantiveram acordados.

14-Setembro-2009

Amanhecemos em Potosí. Ou melhor, anoitecemos.... pois a viagem de 10h previstas acabou por ficar resolvida em apenas 9h (cai o mito nº2 “os autocarros na Bolívia até chegam com dias de atraso”) e às 05h30 chegámos. Num minuto saímos, recebemos as mochilas e o autocarro desaparece deixando-nos no meio de uma rua escura que nem breu: o terminal de BUS de Potosí.

É que o conceito de terminal de autocarro como sendo um edifício onde chegam vários autocarros de várias companhias, não existe.
O que existe – que nós só descobrimos depois – são pequenos escritórios à beira da estrada em cujas fachadas estão pintados os horários e destinos praticados por determinada companhia, à porta dos quais estacionam os respectivos autocarros.

E a esta hora da manhã... do que mais precisamos continua a ser de uma cama. Fazemos as contas: nas últimas 90h apenas dormimos 6h na horizontal.

Mas não me estou a queixar...

3 comentários:

Vagamundos disse...

Os mitos já não são o que eram :) Connosco o mate de coca funcionou. Continuamos a acompanhar esta viagem pela America Latina.
Hasta!

fm disse...

gosto das fotos das tendinhas ,tão arrumadinha está a mercadoria...pelos vistos nesse dia cairam vários mitos, ainda bem...vá,mais.....

Greece 2009 disse...

Bem, finalmente estou já nos meus aposentos e com tempo suficiente para comentar a tua mega viagem =)

Gostei da desmistificação desses dois mitos bolivianos!

Tem ar de ser tudo genuíno. Já comecei a gostar de ler e ainda agora comecei ;)

90 horas non stop e apenas 6 na horizontal?! Isso é de homem...