28 de outubro de 2009

Uyuni, a ferroviária

16-Setembro-2009

Uyuni é uma cidade ferroviária e só isso faz-me logo “levantar a orelha”, pelo menos à minha faceta de train lunatic.
O troço Oruro-Uyuni-Villazon é o único troço ferroviário que se mantém de Norte/Sul na Bolívia. As outras cidades perderam as suas ligações ferroviárias por causa dos autocarros serem agora muito mais rápidos e baratos, mesmo em condições terríveis de asfalto.

Existe “outro” comboio que também sai de Uyuni, uma vez por semana.
O Uyuni-Calama: 20h de comboio por paisagens inolvidáveis entre a Bolívia e o Chile... ainda pensámos duas vezes nele... talvez para uma próxima.


Uyuni costuma ser a base de exploração para o Salar de Uyuni e Reserva Eduardo Avaroa.
Vêem-se muitos backpackers, jeeps artilhados até aos dentes, a cidade está apinhada de pizzarias, lojas que vendem roupa quente e claro, hoteis.

Isto é algo que à primeira vista não se entende por ser uma cidade em si tão pouco atractiva de casas rasteirinhas de tijolo, ruas não pavimentadas e cujo edifício de referência é uma estação de comboios “fantasma”, dado o pouco movimento e a horas tão tardias.


E esta também é conhecida por ser a cidade mais fria da Bolívia, por isso a nossa principal preocupação foi encontrar um hotel com chuveiros de água quente, na última noite antes da partida para a expedição no Salar....... :-)

3 comentários:

fm disse...

uma pena ....essa viagem de 20 horas de comboio é que era, mas não se pode ter tudo.ee ecá fico esperando pelas fotos do salar

Filha do Vento disse...

pois era... mas consta que essa linha (Uyuni-Calama) foi desactivada no último ano. Com previsões de reabertura para breve mas indeterminadas... se na Bolívia forem como em Portugal... bem podemos esperar.

Greece 2009 disse...

Poderiamos dizer que estamos no oeste Boliviano?

Sitio para dormir com dusche quente! E sem percevejos claro ;) Meu deus...