26 de março de 2009

Penedono








Em Penedono atingiu-se -quanto a mim- uma espécie de climax em termos de arquitectura militar/medieval, ou seja, de castelos.
O seu castelo empoleirado na rocha é uma autêntica referência que se vê a muitos quilómetros de distância.

Não se percebe onde acaba a rocha e começa o castelo. Fiquei absolutamente rendida a todos os seus recortes e sombras e qualquer coisa de envergonhada por pensar "Nem sabia que se fazia disto em Portugal!"

Achei que lá em cima no meio dos torreões, qualquer rapariga poderia perceber o que sentiu a Rapunzel...

Foi em Penedono que viveu o "Magriço" Álvaro Gonçalves Coutinho, cujos feitos cavaleirescos permanecem devidamente imortalizados n'Os Lusíadas, mas isso já é outra história.

6 comentários:

ana disse...

sem palavras..

FM disse...

é um belissimo castelo...realmente digno de uma princesa...se calhar a tal que o magriço tentou trazer de inglaterra....

Caetano disse...

Também estive há pouco tempo em Penedono (mais uma vez!) e adorei, não só o castelo mas também outros locais interessantíssimos nos arredores.

Ainda não fico por aqui.

a.hiltom disse...

Um local de sonho.
Bonita a tua viagem.

MH disse...

Que lindas amendoeiras!!!

O Vento disse...

na verdade esta zona de portucale é deslumbrante, quero voltar lá...em breve