27 de novembro de 2008

Cozinha Khmer

31-Outubro-2008

De volta a Siem Reap, escolhemos um restaurante que sirva comida khmer e experimentamos outro prato: AMOK, uma espécie de caril mas com especiarias e ervas cambodjanas que vem cozinhado numa folha de bananeira em forma de tacinha. Delicioso.



Filosofamos um bocado sobre a parte da culinária mundial que conhecemos e como é tão diferente e tão igual.
“Qual a diferença entre um caril indiano, uma moqueca brasileira ou um amok cambodjano?”
São servidos com arroz. Têm o mesmo aspecto, só que servidos em pratos diferentes. São de camarão, peixe ou frango. Muda o condimento. O caril tem o pó de caril e açafrão, a moqueca tem o óleo de palma, o amok tem as ervas frescas como o “lemon grass”. O leite de côco pode estar em todos.

Certo é que são todos deliciosos.

4 comentários:

FM disse...

os ingredientes realmente seduzem...mas aquela coisa branca lá por cima, é de desconfiar...mesmo assim acho que daria para provar

hiltom disse...

Adorei as descrições dos percursos efectuados. Sítios tão belos e diferentes.Outras empolgantes culturas e sobretudo a hospitalidade tão grande vinda de pessoas tão humildes, para quem o turista é como um Deus.
Boa semana

Helena de Tróia disse...

tem tão bom aspecto!...humm...quando viajo gosto sempre de comer a comida local. e normalmente nunca me arrependo!

vento disse...

A comidinha, salvo raras excepções, é sempre um sacrifício quando viajo. Aqui não era de certeza excepção ... Mesmo assim acho que ia um carilito de frango ...