3 de fevereiro de 2014

Eléctrico nº 15

Todos os dias faço o percurso do eléctrico 15, de Algés pela zona ribeirinha em direcção à Baixa. Mas normalmente vou de comboio, de olhos postos no Rio.
Hoje, para variar, decido ir de eléctrico, de olhos postos na Cidade.

Há anos que não andava nos nossos eléctricos, muito menos nos antigos tradicionais de interiores em madeira, que são uma das verdadeiras atracções e um dos ex-libris mais procurados de Lisboa.
Isso fez-me sentir uma turista na minha cidade.

Mas por outro lado, agradou-me ver que é um transporte que faz parte da vida dos lisboetas e não só dos turistas. Agradou-me o cheiro da madeira e ver como está ultra bem conservado. Também me agradou não ter encontrado nenhum carro mal estacionado pelo caminho, que impedisse o eléctrico de seguir :-)

E o melhor, por não ser o requisitadissímo eléctrico 28... houve até um momento em que o tive só para mim!







Vida longa aos eléctricos lisboetas!

2 comentários:

Joana disse...

Costumo viajar muito no 15, porque também faço esse percurso Algés—Terreiro do Paço. É muito bonito. A minha altura preferida para viajar é no verão, à noite. Janelas abertas a sentir o ventinho na cara :)

Aline Fernanda Gozzo disse...

Muito lindo!! Adorei