21 de junho de 2005

Os Souks

Entrámos nos SOUKS.
O objectivo era ambientarmo-nos e vermos possíveis itens a serem adquiridos noutro dia...
Falhámos!
Que ingénuas... Num abrir e fechar de olhos já estamos sentadas a beber um chá de hortelã a celebrar o desconto feito especialmente para raparigas portuguesas. Fervilham as cores das tintas, o cheiro das especiarias e do incenso. Apregoam-se artefactos milagrosos... os rapazes aproximam-se com os seus produtos... as suas atitudes balançam entre um tentar não nos assustar jocoso “Isto não é uma bomba...” e o tentar vender “Vês como cheira bem...É bom para isto... é bom para aquilo...” Uma paródia!

Falidas mas felizes, abandonamos o labirinto para nos depararmos com o arraial que é montado todas as noites na praça. Um caos organizado e numerado (!) de mesas e bancas a servir as melhores iguarias e pitéus marroquinos. Uma mistura de fumos e luzes e gente a convidar-nos para o banquete...Tudo o que tínhamos lido sobre este local é verdade.

1 comentário:

Filipa disse...

Que tentação espantosa!

Com essas descrições bem que podias ter uma comissão numa agência de viagens, porque a vontade que fica é de ir a correr para lá!

Por falar nisso.... Quando voltamos ao bar marroquino? ;P