17 de janeiro de 2008

Chapada Diamantina - Day TWO

Deixamos as mochilas na toca, despedimo-nos do grupo que seguia no sentido inverso e partimos em direcção à base da Cachoeira da Fumaça. A trilha faz-se no meio de uma floresta exuberante, pelo que a pele escaldada do Sol do dia anterior agradece.
Subimos o rio Fumaça ora saltando de pedra em pedra no leito, ora caminhando nas margens por entre árvores esguias. Senti-me uma daquelas personagens dos livros do Mowgli que agarram as caudas de serpentes pensando que são árvores. Aliás essa ideia não me saía da cabeça, mas felizmente não tive nenhum encontro com um desses animais mais escorregadios. As árvores são fininhas e ajudam à nossa progressão, ainda que desajeitada.


Em 2h chegamos à Fumaça e ao paredão de 400m onde ela se encaixa... é esmagador.

A água não chega até cá a baixo, esfumaça-se a meio caminho (daí o nome) e depois ao bater na parede escorrega por ele abaixo até chegar cá a baixo à lagoa.
É uma lagoa vermelha e gelada segundo o Nilson. Vermelha e deliciosa para mim.

Almoçámos numa pedra dentro da lagoa. O Sol escaldava e caía a pique, mas num instante também desapareceu.


De volta à Toca do Macaco apanhamos as mochilas e seguimos rio abaixo em direcção ao próximo acampamento, no Rio Capivara.
Aqui acampamos numa rocha lisa. Conseguimos uma tenda emprestada pelo outro grupo pois segundo os guias, "faz muito frio no Capivara "... Antes do jantar toma-se banho de cachoeira e depois cozinha-se. É uma vida boa.
À noite para mim não é muito fácil dormir. Os sapos coaxam, ouve-se o som da água do rio ali ao lado, o vento nas folhas das árvores, os bixinhos a passar...
Resolvemos não colocar o tecto impermeável da tenda, porque é engraçado adormecer de óculos a olhar para as estrelas...
Mas umas horas mais tarde acordamos... e está a chover...

3 comentários:

eu disse...

só uma palavra...
inveja
se não estiveste no paraiso, por perto andaste....
boas fotos

cmfm disse...

Parece-me bem que tenha chovido, essa viagem de tão idílica é irritante para quem lê e não saiu de Portugal.

Lou* disse...

Essa lagoa esperava por ti :)